“Je suis Cajazeiras”, de Sônia Menezes

Sônia Meneses Professora da Universidade Regional do Cariri 30/01/2018 No dia 7 de janeiro de 2015, dois atiradores, Saïd e Chérif Kouachi, mataram 12 pessoas em Paris, incluindo parte da equipe do jornal Charlie Hebdo. Aquele atentado foi considerado um dos piores que Paris havia presenciado e, imediatamente, uma gigantesca comoção mundial se fez. O clamor, … Continue lendo “Je suis Cajazeiras”, de Sônia Menezes

O fim das tristezas 

Acabou o tempo das grandes tristezas, da alma remexida, das confusões intestinas e do intrépido impulso por libertação. Sem alvoroço, o progresso nos presenteou com pílulas para tudo, principalmente para não pensar. Entregamos os pontos, há especialistas para todos os tipos de males. Despender energia para quê se os receituários respondem à demanda por risadas prontas?  … Continue lendo O fim das tristezas 

Eterno retorno

Tudo que podia ser dito já o foi. Não há experiência nova: todas elas foram vividas no passado, no presente e no futuro, este velho conhecido. Elas transitam rapidamente pelos inúmeros veículos criados ou a se criar, entrecruzando-se nas estações concretas ou neuronais até se diluírem no tédio premeditado das notícias requentadas. Certa vez ouvi … Continue lendo Eterno retorno

Pra não dizer que não falei das crianças

Tenho evitado polemizar com siglas e sinais de trânsito, elas contêm muito mais do que se pode ler em três ou quatro linhas. Mas não posso me furtar, nestes dias tenebrosos, de suspender a burca da alienação. Seu tecido, cerzido com as linhas do atraso e da intolerância, tem feito muito mal à vista. Em … Continue lendo Pra não dizer que não falei das crianças

Miragem

Não é difícil reconhecer que somos ensinados desde a infância a querer sempre mais. E não apenas em relação a coisas materiais. Nossa cultura ensina que a felicidade se encontra no futuro e que para alcançá-la precisamos nos aperfeiçoar. Aprendemos isso em casa, na escola, com as pessoas com quem nos relacionamos: que não estamos … Continue lendo Miragem

Cotas raciais?

A política de cotas raciais faz parte das ações afirmativas adotadas no Brasil há alguns anos, as quais objetivam eliminar ou mitigar desigualdades históricas geradas pela discriminação racial, étnica, religiosa, de gênero, entre outras, e promover  a igualdade de oportunidades. Dentre as ações afirmativas, as "cotas raciais" nas universidades públicas sofrem a oposição dos defensores … Continue lendo Cotas raciais?

Ensino e indústria

Em minha modesta opinião, aulas não deveriam ser dadas em série, uma após a outra até o esgotamento da energia de professores e alunos. Sei bem o que é isso: muito antes de começar a lecionar, trabalhei como operário na linha de montagem industrial. Nela eu não tinha tempo de pensar, refletir, imaginar ou criar. … Continue lendo Ensino e indústria

Diretrizes para o exercício consciente, mas antipático, da inteligência

Começo pelo antipático, pois é muito difícil ser simpático sendo inteligente. Então é pegar ou largar, e se valer a sugestão, largue e não exercite. É que um dos exercícios para refinar essa faculdade consiste em esgotar os pensamentos até que eles se revelem corretos ou incorretos. E isso só é possível pondo cada um … Continue lendo Diretrizes para o exercício consciente, mas antipático, da inteligência