A boa consciência fascista

“Certa manhã, ao acordar após sonhos agitados, Gregor Samsa viu-se na sua cama, metamorfoseado num monstruoso inseto.” (Kafka – A metamorfose)

A metamorfose em questão não foi biológica, mas social. Ela veio de fora, imposta pelo olhar desumanizador dos outros.

Visto como inseto imundo, não havia mais nenhum problema de consciência e puderam aprisioná-lo, castigá-lo e, finalmente, matá-lo.

2 comentários em “A boa consciência fascista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s