Civilização e barbárie

Sou professor e acredito na civilização. Poderia ser engenheiro, pedreiro, advogado, marceneiro, médico, lavrador, estudante, aposentado. E continuaria acreditando na civilização, não na barbárie. E por quê? Porque na civilização há sim diferenças, mas elas são resolvidas com argumentos, ao passo que na barbárie elas são apagadas à bala. Porque a civilização não é um fim, mas um começo, enquanto a barbárie é o começo do fim. Porque a civilização é um objetivo jamais alcançado plenamente, levando cada um a dar o melhor de si pela sua realização. Ao contrário, a barbárie imagina-se a si mesma como o fim almejado, transformando o tempo em um túmulo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s