De acordo com um latinista amigo meu, a palavra arte deriva de ars, cujo correspondente grego é técnica. Então sou forçado a dizer que sim: escrever exige o aprendizado de uma técnica específica, a arte de ler e escrever. Todos que sabem ler e escrever são escritores, da mesma forma como todos que sabem ouvir e falar são falantes.

Falando ou escrevendo, expressamos uma imensidão de coisas, mas só uma parte delas perdura. Acreditamos que as coisas que duram mais são as raridades do pensamento e da imaginação: a filosofia, a ciência, a religião, a literatura.

Mas não são.

As que realmente perduram são as coisas do cotidiano: conselhos dos pais, receitas de comida, como dizer “por favor” ou “obrigado”.

Essa arte aparece nas falas e nos livros, mas é a que menos chama atenção. Por uma razão muito simples: ela está o tempo todo entre nós, transitando das bocas para os ouvidos, das páginas de livros para os olhos, de geração para geração.

Seguramente ela é a arte por excelência, praticamente imortal. Com uma característica fundamental – é uma arte de todos e de ninguém.

Um comentário em “Escrever é uma arte?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s