[Por Filipe Marson, psicólogo]

O Palhaço é um filme brasileiro  de 2011 dirigido, co-escrito e estrelado por Selton Mello. É o segundo filme longa-metragem dirigido por Mello, o anterior foi Feliz Natal (2008).

Um filme sensacional! Repleto de simbolismos que narra à história de Benjamin, um palhaço em busca de sua própria identidade, que está em crise quanto à profissão escolhida. Escolhida ou simplesmente aceita por conta da herança paterna. Seu pai que também é palhaço.

O filme faz pensar o quanto recebemos heranças de nossos pais e ainda nos colocamos na obrigação de carregar tais fardos. Nasceu palhaço, numa família de palhaço, então, tem que ser um palhaço.

A busca da própria identidade pode ser dolorida, mas precisa ser construída por meio de suas próprias experiências, em busca de sua jornada e de sua vitalidade. Reconhecer sua própria vocação e exercer conscientemente, de corpo e alma, uma identidade própria, aquilo que escolheu e que faz feliz.

E para aqueles que ainda buscam “o espelho” em seus pais, reflitam: Você pode até exercer as mesmas funções de seus pais, porém precisa encontrar o seu modo de realizar a função. Apenas mudando o como, exercê-la de um jeito próprio, de acordo com a própria identidade, sem expectativas de repetir um padrão, uma expectativa familiar ou social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s